Início

 

  O Trabalho a Realizar

 

Triplo Projeto
Hierárquico

 

Um Triângulo de
Poder Espiritual
no Cone Sul

 

 

------------------------

 

 

A Grande Invocação

 

Rede de Triângulos

 

Meditações
de Plenilúnio

 

Os Livros Azuis

 

Livros de V.B.A.

 

Movimento de
Boa Vontade

 

Novo Grupo de
Servidores do Mundo

 

 

-------------------------------

Vicente Beltrán Anglada


Vicente Beltrán Anglada

Livros   |   Conferências

-------------------------------

 

 

Shamballa

 

A Hierarquia
Espiritual Planetaria

 

Evolução Dévica
ou Angélica

 

Magia Organizada
Planetária

 

-----------------

 

Contato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




 

                                                                     

  

 

 

[ Plenilúnio de Touro – Festival Wesak ]


 

Sexta-feira 22 de Abril de 2016 - 05:25 hs GMT (Hora exata)
 

Convertir à hora local segundo o país de residência 

 

Meditação de Wesak em Buenos Aires - Argentina

Quinta-feira 21 de Abril - 18.30 hs pela internet
 



Transmissão ao vivo pela internet desde o Salão Antártica. Só tem que acessar clicando em
www.antartica.com.ar/transmision/
e depois escolher uma das três opções.

Ou melhor ainda, clicar no link direto:
http://login.meetcheap.com/conference,antartica


-----------------

 


Participa na Vigilia recitando a cada hora A Grande Invocação

 

 Vigília de Plenilunio – Touro 2016  |  Aberto o registro de participação

 

Ver outros signos >>>
 

 



Nota chave: "
Vejo, e quando o olho está aberto tudo se ilumina"


Cada ano, mais e mais pessoas de orientação espiritual estão reconhecendo a importância dos três Festivais espirituais principais, de Áries, Touro e Gêminis, como constituintes de um fluxo unido de energias que afetam a consciência humana. A Páscoa, ou o Festival do Cristo Ressuscitado, é seguido do Festival da Lua Cheia de Wesak, ou Festival de Buda. Ambos se fundem com  a energia da inteligência da raça humana durante o terceiro Festival de Gêminis, culminando no Dia Mundial de Invocação. Durante este período de Lua Cheia, a atenção se centra sobre Wesak, ou Festival de Buda.

 

Os que aceitam o fato de Deus uno, como faz a maioria das pessoas inteligentes da atualidade, não têm nenhuma dificuldade em aceitar igualmente que existem numerosas formas de aproximar-se d´Ele. Cada uma das principais religiões mundiais, que surgiram através dos tempos em diferentes épocas e entornos humanos, tem um valor, uma energia e uma qualidade específicos para estabelecer na consciência humana.

 

As duas religiões que tiveram maior impacto e estimularam as mudanças mais profundas na consciência humana durante os últimos dois mil e quinhentos anos, foram o resultado da vida e trabalho de Gautama Buda e de Cristo. Tanto o Budismo em suas diversas formas como Cristianismo sob suas diversas denominações. Se estenderam pelo mundo e juntos reúnem um número de seguidores maiores que todas as demais religiões juntas. Para muitas pessoas, estes ensinamentos não constituem algo separado ou diferente, exceto como instituições organizadas. Os valores que ensinam formam um desenvolvimento complementar e seqüencial dos princípios fundamentais. É sabido que o Cristo e o Buda são irmãos, alem de filhos do Deus Uno.  O Buda predisse a vinda do Cristo. E o Cristo, aparecendo em uma época posterior edificou sobre o trabalho já estabelecido por Buda, agregando os ensinamentos requeridos pela humanidade durante a era de Piscis, estes últimos 2.000 anos. A cooperação entre estes dois filhos de Deus é um incessante serviço, enfocado atualmente sobre o possível desenvolvimento espiritual durante o período seguinte de 2.000 anos da era de Aquário e enfocado, também na preparação para o reaparecimento do Cristo.

 

O Senhor Buda funciona na Vida planetária como o intermediário espiritual entre o centro planetário superior, Shamballa, “onde a vontade de Deus é conhecida”, e a Hierarquia Espiritual, o centro cardíaco planetário. Ele é a expressão da sabedoria de Deus e o indicador do Propósito divino. O Buda é a encarnação da Luz, assim como o Cristo é a encarnação do Amor. Serve durante o Festival de Wesak no período da Lua Cheia de Touro, para comunicar a luz da sabedoria à humanidade, através  do Cristo e da hierarquia. Cada ano, mediante este ato de comunhão e cooperação entre o Cristo e o Buda, se fortalece a relação planetária entre o centro “onde a vontade de Deus é conhecida” e o centro “que chamamos de raça dos homens”.

 

O Festival de Wesak representa certas idéias muito bem definidas e claramente assinaladas, e o oferecimento de uma grande oportunidade. As idéias que  representa poderiam enumerar-se como segue:

  • Em primeiro lugar este Festival enlaça o passado com o presente como nenhum outro Festival, relacionado com qualquer das religiões mundiais, o fez. Representa uma verdade viva e uma oportunidade presente. Em seu mútuo serviço à raça, o Buda e o Cristo produzem este enlace. Também fundem Oriente e Ocidente e unem numa totalidade a tradição cristã, as crenças budistas e hindus e a aspiração de todos os crentes do mundo de hoje, ortodoxos e não ortodoxos. As distinções religiosas desaparecem.
     

  • Em segundo lugar, este Festival assinala o momento de máxima bendição espiritual no mundo. É uma época de uma chegada inusual de vida e de estimulação espiritual e serve para vitaliza a aspiração de todos.

  • Em terceiro lugar no momento do Festival e mediante o esforço unido do Cristo e do Buda, trabalhando na mais estreita colaboração, se abre um canal de comunicação entre a humanidade e Deus, pelo qual o amor e a sabedoria do Mesmo Deus podem descer para um mundo expectante e necessitado. Falando simbolicamente, e recordando que os símbolos sempre velam uma verdade, poderia afirmar-se que na época da Lua Cheia, é como se subitamente, se abrisse de par em par uma porta que em outros momentos permanecesse fechada. Através dessa porta os aspirantes e discípulos podem contatar  energias que, de outra forma, não estariam facilmente acessíveis. Através dessa porta pode realizar-se uma aproximação à verdade e  à realidade e Aqueles que guiam a humanidade que não é possível  em outros momentos. Ele está a disposição de todos quantos se encontram em ambos os lados da porta e cada vez o estarão mais.

Na atualidade, o mais necessário é desenvolver a intuição e a discriminação dos discípulos do mundo. Devem aprender a sentir a visão superior, a responder ao dia da oportunidade e a alcançar a relação superior consciente, seja qual seja o preço para o ser inferior. Ao fazer isto, deverão  recordar que o ser inferior, devido a sua natureza íntima e fechada, parecerá anormalmente atrativo e pode transcender-se só a um preço infinitamente elevado.Por tanto, deve desenvolver-se a intuição grupal e o sentido de valores devem ajustar-se muito mais adequadamente, antes que possa estar à altura dos requerimentos e cumprir sua função, que é inaugurar a nova era.  A descida da força espiritual, no tempo do Festival de Wesak tem como objetivo a estimulação da intuição dos discípulos agrupados, dos aspirantes e da gente de boa vontade.

As Forças de Iluminação estão especialmente ativas durante este período dos Festivais. Emanam do centro cardíaco e estão relacionadas com a compreensão e a sabedoria divinas. O Buda e o Cristo constituem as duas expressões mais destacadas desta energia de amor-sabedoria até a data. As Forças de Iluminação afetam, especialmente aos grandes movimentos educativos e aos foros de pessoas em todas as terras, assim como afetam a qualidade dos valores que se despregam através dos  meios de comunicação de massas. Todas as formas de comunicação pública, os oradores, os escritores os comentadores e os trabalhadores sociais, terminam afetados por esta energia que flui à mente. A mesma consciência  humana é atualmente receptora das energias de iluminação que introduzem novas idéias e influenciam os assuntos humanos em geral.

O Festival de Wesak forma um ponto  de coesão para quem, em síntese e simbolicamente, se une em meditação e em pensamento reflexivo como representantes tanto do Reino de Deus como da humanidade. Estabelece uma solidariedade de fato entre as aproximações Orientais e Ocidentais para um entendimento superior porque tanto o Cristo como o Buda estão presentes e ativos durante este ciclo anual.

O Festival de Wesak é um Festival de Lua Cheia universal, ou planetário, para pessoas de todas as crenças. É um elevado ponto de inspiração para o trabalho do ano que vem. Todos podem cooperar na consciência neste fluxo singularmente disponível de energias espirituais. Todos podem participar na meditação e no esforço por expressar uma irmandade prática como forma de vida. O valor de semelhante serviço grupal unido, no alinhamento com o Cristo e o Buda e as Forças de Iluminação, é óbvio e inspirador. Mediante o emprego de mantras ou plegarias mundial, a Grande Invocação, as energias disponíveis podem invocar-se magneticamente e por-se literalmente ao alcance da consciência humana:

 A Grande Invocação    
 

Entre para solicitar a sua 

Solicite copias grátis coloridas - clique aqui

   Junte-se àqueles que trabalham no serviço de divulgação
e distribuição da Grande Invocação: Contato 





“Os doze festivais anuais constituirão uma revelação da divindade” 

 

Alice A. Bailey


 

 

 

Abrindo espaços de serviço para homens e mulheres inteligentes e de boa vontade

"Que a Humanidade constitua seu campo de serviço e se possa dizer de vocês que, conhecendo os fatos espirituais, foram parte dinâmica dos mesmos, que não se diga que conheciam estas coisas e não fizeram nada nem se esforçaram por fazê-lo. Também não permitam que o tempo deslize quando trabalham."                                            

                                                                                                                              Mestre Tibetano Djwhal Khul